Quarta-feira
20 de Março de 2019 - 
Jamais Advogamos apenas um processo... sempre defendemos uma grande causa.
Se ages contra a justiça e eu te deixo agir, a injustiça é minha - Gandhi
A palavra é instrumento irresistível da conquista da liberdade - Rui Barbosa
Eu gosto do impossível, porque lá a concorrência é menor - Walt Disney

Notícias

Neném Almeida diz que MP de Bolsonaro inviabiliza ação de sindicatos

Compartilhe! O deputado Nenem Almeida (SD), se pronunciou durante a sessão desta terça-feira (12) sobre a Medida Provisória 873 editada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) que, dentre outros pontos, determina que as contribuições de todos os sindicatos sejam feitas através de boleto bancário e não mais em desconto automático. O parlamentar diz que o gestor quer acabar com o movimento sindical. A Medida Provisória 873 revoga a possibilidade de o servidor público autorizar o desconto da contribuição sindical na folha de pagamento, determinando sua quitação apenas por meio de boleto bancário. Neném Almeida classifica a iniciativa como uma forma de inviabilizar os sindicatos de lutar pelos direitos trabalhistas. “Sou da base do governo e apoio o Bolsonaro, mas não posso concordar com essa medida que tem a intenção de quebrar a resistência do movimento sindical. Fiquei extremamente decepcionado com o Governo Federal por conta disso. O que fizeram na calada da noite, em pleno feriado de carnaval, é uma afronta ao trabalhador brasileiro”, disse. O deputado reiterou que muitos sindicatos agiram mal, se transformando em palanque político, mas que grande maioria age conforme estabelecido, protegendo os direitos dos trabalhadores brasileiros. Reiterou que a medida provisória fere princípios da Constituição Federal e que por conta disso jamais deverá ser colocada em prática. “Quem vai defender a classe trabalhista se não for os sindicatos? Essa medida quer justamente se desfazer deles para continuar retirando os direitos trabalhistas que foram conquistados à duras penas. Estão promovendo uma Reforma Trabalhista que só prejudica o brasileiro e são justamente os sindicalistas que vão às ruas para impedir isso”, afirmou. O parlamentar alega que se colocada em prática, a medida vai acarretar uma inadimplência nos sindicatos, que por sua vez não terão condições de se manter. Ele acrescentou que torce para que Jair Bolsonaro tenha um bom governo, mas classificou a medida como autoritária e arbitrária. “Em 2017 a Reforma Trabalhista deixou os sindicatos sangrando e agora querem terminar de extinguir uma das poucas entidades que de fato lutam pelos trabalhadores. Com essa medida, a inadimplência que vai ter nos sindicatos será muito grande. Torço para que o Bolsonaro tenha sucesso, mas ele não pode estabelecer a forma como será feita a cobrança aos trabalhadores”, finalizou. Andressa Oliveira Agência Aleac
Fonte:
AL Acre
12/03/2019 (00:00)

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Previsão do tempo

Hoje - Rio Branco, AC

Máx
31ºC
Min
24ºC
Pancadas de Chuva a

Quinta-feira - Rio Branco, A...

Máx
30ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva

Sexta-feira - Rio Branco, AC

Máx
32ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva

Sábado - Rio Branco, AC

Máx
31ºC
Min
24ºC
Pancadas de Chuva

Contate-nos

FELIX NOVAES ADVOGADOS

Travessa Leblon  1009  Loja
-  Abrahão Alab
 -  Rio Branco / AC
-  CEP: 69918-040
+55 (68) 992013301
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  3571
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.